Um ser humano em um chip | TVFORENSE.com 100% Digital 100% Internet

Yakoov Nahmias, um dos cientistas mais admirados do mundo, acaba de criar o projeto “Tissue Dynamics”, um chip que possui células humanas dos mais variados órgãos. E o que isso significa? Uma revolução na busca pela cura! *Por Bruno Dreher Eu costumo ...

tecnologia, app, vídeo, chip, stream, streaming, live, stratup, legislação, lgpd, digital, tendência, 5g

Um ser humano em um chip

Publicado por: admin
31/03/2021 15:33:27
Courtesy Pixaby
Courtesy Pixaby

Yakoov Nahmias, um dos cientistas mais admirados do mundo, acaba de criar o projeto “Tissue Dynamics”, um chip que possui células humanas dos mais variados órgãos. E o que isso significa? Uma revolução na busca pela cura!


*Por Bruno Dreher
 
Eu costumo dizer que as crises costumam acelerar as mudanças que precisamos. A mais nova grande notícia vem de um cara que tive a oportunidade de conviver durante muitas aulas, em 2018.
O Professor Yakoov Nahmias, da Universidade Hebraica de Jerusalém, é um dos cientistas mais admirados do mundo. Especializado em biotecnologia e bioengenharia, ele possui dois projetos simplesmente incríveis.


Um deles, que é o que mais chamou minha atenção, tem o slogan “Uma única célula pode alimentar o mundo inteiro”. Mas este projeto fica para outro artigo!


O Prof. Nahmias chefia o desenvolvimento de outro projeto, chamado Tissue Dynamics. Ele consiste em um chip que possui células humanas dos mais variados órgãos: “Um ser humano em um chip”.
Você deve se perguntar: E o que isso tem a ver comigo?


Este projeto tem dois objetivos principais: reduzir o tempo e o custo na criação de novos medicamentos. De brinde, vem algo que os protetores dos animais adoram: o fim dos testes iniciais em roedores, que costumam causar dor e sofrimento aos ratos.


Hoje, usamos ratos nos estágios iniciais da criação dos medicamentos, pois as reações de seus órgãos são muito parecidas com as reações de órgãos humanos. Porém, ainda assim, existem substâncias que não são tóxicas para roedores, mas acabam sendo tóxicas para humanos. Por isso, a segunda fase do teste são os “tratamentos experimentais” que contam com voluntários. E o processo segue.


Por isso, o chip desenvolvido pelo Professor Nahmias é tão inovador. Você já simula desde a fase 1 em tecidos humanos. Em um futuro, você poderá fazer as duas fases acima citadas somente com este chip. Hoje, um processo de criação de medicamentos leva anos e custa bilhões de dólares. Com o amadurecimento deste projeto, levará apenas meses e com um custo de uma fração do custo de hoje.


E a boa notícia é que, pela primeira vez, um tratamento que não foi testado em animais, e sim em um chip da Tissue Dynamics vai para a aprovação do FDA (correspondente à ANVISA nos EUA). Um grande passo!


Provavelmente, a atual crise sanitária global causada pela pandemia tenha influenciado o FDA a aceitar este projeto. O tempo necessário para o desenvolvimento e aprovação das vacinas causou muitas mortes. Aliás, cada dia a mais que uma droga que salva vidas demora para ser lançada é um risco de morte de pessoas sem acesso ao medicamento.


No meu braço tenho uma tatuagem que diz “Por trás de toda a beleza, há algum tipo de dor”. Ou, como diria um professor que tive no ensino fundamental, “Quando a água bate nas nádegas, a gente começa a nadar”. Infelizmente as crises são dolorosas, mas sempre saímos delas muito melhor do que entramos... Ainda bem!


*Bruno Dreher é futurista pela Universidade Hebraica de Jerusalém (curso de inovação e futurismo mais prestigiado do mundo). Já prestou cursos chancelados por Harvard, Stanford e Dartmouth e exerceu cargos de liderança em grandes grupos de educação como Grupo A e Escola Conquer. 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

A Carne é Fraca