Tribunal de Nova Iorque Determina Pagamento de US$ 454,2 Milhões por Fraude de Trump

Publicado por: Feed News
23/02/2024 23:06:03
Exibições: 139
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela
Divulgação/Redes Sociais/Captura de Tela

Donald Trump considerado culpado e multado em decisão judicial histórica

 

O tribunal de Nova Iorque emitiu uma ordem oficial determinando que Donald Trump efetue o pagamento de US$ 454,2 milhões no caso de fraude civil. Esta penalização inclui uma multa de US$ 354,9 milhões imposta pelo juiz do Tribunal Distrital do Estado de Manhattan, Arthur Engoron, em 16 de fevereiro, acrescida de juros.

 

A ação legal foi iniciada pela procuradora-geral de Nova Iorque, Letitia James, que acusou Trump, seus dois filhos adultos, sua empresa e principais executivos de inflacionarem fraudulentamente os ativos do ex-presidente para aumentar sua fortuna e obter vantagens financeiras.

 

O acordo estabelece que cada um dos filhos adultos de Trump, Donald Trump Jr. e Eric Trump, deve pagar quase US$ 4,7 milhões cada, enquanto o ex-CFO da Trump Organization, Allen Weisselberg, deve pagar US$ 1,1 milhão, incluindo juros. O montante total dos pagamentos é de US$ 464,6 milhões, conforme determinado na quinta-feira, com Donald Trump sujeito a uma taxa diária de juros de US$ 114 mil.

 

Além do pagamento substancial, o juiz Engoron impôs sanções adicionais, proibindo Trump de ocupar cargos executivos em empresas de Nova Iorque por três anos e restringindo seus filhos adultos de cargos de gestão por dois anos. A decisão foi tornada pública na sexta-feira.

 

É importante recordar que em 16 de fevereiro, o tribunal considerou Donald Trump culpado neste caso e impôs uma multa de US$ 354,9 milhões. O ex-presidente alegou que essa multa constituía interferência nas eleições.

 

Anteriormente, em outra ação movida pela escritora e jornalista Elizabeth Jean Carroll, o Tribunal Federal de Nova Iorque já havia ordenado a Trump o pagamento de mais de 83 milhões de dólares por difamação e agressão sexual.

 

Por fim, Donald Trump recorreu ao Supremo Tribunal com um pedido de suspensão da decisão do Tribunal do Distrito de Columbia, que o privou de imunidade de processo no caso da invasão do Capitólio em 6 de janeiro de 2021.

 

Compartilhar

Comentários