ALIENAÇÃO PARENTAL: o preço um dia chega

Publicado por: admin
21/01/2024 15:34:33
Exibições: 61
Cortesia Editorial Pixabay
Cortesia Editorial Pixabay

Lições de uma vida fragmentada: A Importância de evitar a alienação parental

 

Em um mundo repleto de desafios e escolhas, a história real ocorrida em Salvador. Trata-se de Beatriz ( nome ficticio) e seu ex-companheiro e destaca uma lição poderosa sobre a importância de preservar os vínculos familiares, especialmente quando se trata de filhos. Esta narrativa nos leva a refletir sobre os impactos a longo prazo da alienação parental e como ela pode afetar irreversivelmente a vida de uma criança.

 

No ano de 1997, proxímo ao bairro de  Itapoan, Salvador,  Beatriz e seu ex-companheiro começaram uma jornada que inicialmente parecia repleta de promessas e amor. No entanto, os desafios surgiram após o nascimento de seu filho em 2002, levando a uma separação que resultou em mais de duas décadas de distância entre pai e filho.

 

Alienação Parental: Um Drama Silencioso:

A prática da alienação parental é um drama silencioso que se desenrola em muitas separações, onde o filho torna-se um peão em um jogo de mágoas e ressentimentos. No caso de Beatriz e seu ex-companheiro, a criança foi inadvertidamente isolada do pai, impedida de formar um vínculo fundamental.

 

Os Primeiros Anos:

Os primeiros anos da separação foram marcados por tentativas frustradas de manter o contato entre pai e filho. Mudanças constantes de endereço e alegações de ausência eram as barreiras levantadas para evitar o reencontro, gerando um vazio na vida do filho que perdurou por mais de duas décadas.

 

Décadas Perdidas:

Durante anos a fio, o pai foi privado de momentos cruciais na vida do filho. Aniversários, festas de fim de ano e as pequenas alegrias que moldam a infância foram roubados por uma situação onde a comunicação foi bloqueada. E permaneceu assim.

 

O Retorno Inesperado:

Vinte e dois anos após o início dessa história, um acontecimento surpreendente ocorreu. Uma mensagem de alguém se identificando como o filho biológico do homem apareceu, solicitando uma quantia razoável em dinheiro alegando para pagar a faculdade. Esse episódio levanta questões sobre o verdadeiro impacto da alienação parental. Ele exigia que o homem o reconhecesse na foto mesmo sem nunca te-lo visto. Dizia a mensagem de texto:

 

"Romualdo, muito prazer, tudo bem? Você já me conhece, conversamos bem pouco antes, mas sou seu filho biológico Romualdinho, com sua ex-mulher Beatriz.

Não vamos falar dela, vamos falar só de mim, certo?

Não foi ela que me fez falar com você, na verdade, ela me deu os seus números de WhatsApp há muito tempo.

Estou entrando em contato para pedir sua contribuição porque gostaria de saber quais são seus pensamentos quanto à proposta que tenho, e preciso da sua resposta o mais breve possível, por favor. Após ler minha mensagem, me dê um retorno.

Tentarei ser o mais direto possível:

Estou estudando jornalismo, em breve minhas aulas retornarão e estou na metade do curso, no momento, não tenho como contribuir com as despesas da mensalidade, que subiram e que atualmente está cotada no valor de 3,068 (três mil e sessenta e oito) reais.

Eu gostaria de contar com você e com sua generosidade para que você financiasse a conclusão dos meus estudos, com quanto e por quanto tempo seu coração disser ser justo, ou ajudar com o pagamento da parcela inteira, o que seria um grande alívio para o meu estilo de vida. Se você quiser ajudar só com a metade, já ajuda também. É uma diferença significativa.

Não me orgulho em pedir alguma coisa de você, mas ainda quero acreditar que você se importa com o meu futuro e que você quer me ajudar de alguma forma.

Na verdade, fiquei sem opções e preciso de ajuda para conseguir terminar a minha graduação, ao passo que vou procurando um estágio e um trabalho.

Até lá, vou te informando da minha situação e você me faz esses depósitos. Sem sombra de dúvida alguma quanto à proporção que o seu suporte teria na minha situação presente, suporte esse que nunca implorei e o qual nunca precisei tanto como preciso dele agora. As cartas estão na mesa, e agora elas são suas.

Por isso quero ouvir sua resposta, o que acha da ideia? Estou aberto à perguntas que você queira me fazer, desde que sejam sobre esse assunto. No momento, qualquer outro assunto é irrelevante.

Aguardo seu retorno, agradeço por ler e permitir esse tempo para discussões saudáveis e pensar juntos.

Atenciosamente,

Romualdinho."

 

RESPOSTA:

Esclarecimento sobre Situação Inesperada

Prezado Romualdinho,

Espero que esta mensagem o encontre bem. Gostaria de esclarecer que recebi sua comunicação recente, mas devo informar que não tenho conhecimento sobre quem você é, assim como você não sabe quem sou. É importante destacar que nunca tivemos contato ou qualquer tipo de relacionamento anterior.

Entendo que tenha mencionado um nome que me parece familiar, e, de fato, eu conheci uma pessoa com esse nome há muitos anos. No entanto, dessa relação houve uma criança do qual, após o nascimento, eu jamais tive acesso ou informações sobre formação, educação, convivencia, condutas desse filho, e, portanto, não tenho conhecimento de quem possa ser. Pudera, isso foi em 2002.

A surpresa de receber a notícia de alguém que do nada alega ser meu filho biológico, duas décadas depois, é desconcertante e surreal. Vivemos em uma era em que golpes e clones pela internet são uma realidade, e essa situação levanta algumas preocupações quanto a seriedade. A abordagem direta para solicitar uma quantia considerável, especialmente sem uma base sólida de conhecimento mútuo, é algo que requer uma análise cuidadosa.

Entendo que, se esta for uma situação legitima, há questões delicadas a serem abordadas, e estou aberto ao diálogo e esclarecimentos. No entanto, a complexidade da situação e a falta de informações que possam subsidiar a continuação dessa conversa levantam dúvidas legítimas.

Por favor, compartilhe mais detalhes ou informações que possam esclarecer essa situação. Se preferir pode ligar. Estou disposto a considerar qualquer evidência ou contexto adicional que você possa fornecer.

Agradeço pela compreensão.

Atenciosamente,
Romualdo

 

Lições Aprendidas:

A história de Beatriz e seu ex-companheiro Romualdo destaca a importância de evitar a alienação parental a todo custo. O bloqueio da comunicação entre pais e filhos, mesmo que motivado por desentendimentos passados, pode resultar em cicatrizes emocionais profundas e duradouras. Eles crescem e se tornam adultos.

 

A vida de Beatriz e seu ex-companheiro serve como um alerta para todos os pais separados. Priorizar o bem-estar emocional dos filhos, permitindo-lhes acesso a ambos os genitores, é uma responsabilidade que transcende as diferenças entre os adultos. A alienação parental não só afeta o relacionamento entre pai e filho, mas também deixa marcas que ecoam por toda a vida adulta da criança. Que a história de Beatriz seja um lembrete doloroso, mas necessário, sobre a importância de proteger a saúde emocional das crianças, independentemente das escolhas feitas pelos adultos em suas vidas.

 

Di Ferrera

Conteudista da The Mobile Television Network

 

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários