OTAN: Em marcha grandes exercícios para uma potencial guerra com a Federação Russa

Publicado por: admin
11/09/2023 13:40:11
Exibições: 146
Foto: Facebook / Sõdurileht, Kaitseväe Peastaap
Foto: Facebook / Sõdurileht, Kaitseväe Peastaap

OTAN está preparando os maiores exercícios militares desde a Guerra Fria, que irão ensaiar um potencial confronto com a Rússia.

 

Isto foi relatado pelo Financial Times com referência aos representantes da Aliança.

Os exercícios estão programados para fevereiro e março de 2024 e têm como tema principal a prática de repelir a agressão russa contra um dos Estados membros.

 

Segundo representantes da NATO, serão realizadas entre 500 e 700 missões durante os exercícios, e estarão envolvidos mais de 50 navios e cerca de 41 mil soldados.

 

As manobras terão lugar na Alemanha, na Polónia e nos Estados Bálticos e serão repetidas duas vezes por ano.

 

A Aliança sublinha que os exercícios são necessários para demonstrar a Moscou que os países da OTAN estão prontos para o confronto.

 

Lembraremos que o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Oleg Nikolenko, disse que durante o ataque russo à Ucrânia na noite de 4 de setembro, drones kamikaze Shahed caíram e detonaram no território da Romênia .

 

A primeira reação pública do Ministério da Defesa da Roménia foi negar o fato de drones russos terem caído no território do país , mas logo o oficial de Bucareste admitiu que os restos do drone caíram em solo romeno.

 

Posteriormente, o Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, afirmou que uma “ investigação urgente e profissional ” deveria ser conduzida em relação à descoberta dos destroços de um drone possivelmente russo em território romeno .

 

Depois disso, os militares romenos encontraram no território do país os destroços de outro drone , semelhantes aos utilizados pela Rússia para atacar a Ucrânia. Em conexão com o incidente, o Presidente Klaus Iohannis conversou por telefone com o Secretário-Geral da OTAN, Jens Stoltenberg.

 

É importante notar que na véspera desta conversa, o próprio Stoltenberg, comentando a queda dos destroços de um drone russo no território da Roménia, disse que a Aliança ainda não vê sinais de um “ataque deliberado” 

Com informações da Agência PRM (UA)

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários