Aliados da OTAN concordam em fortalecer e sustentar ainda mais o apoio à Ucrânia

Publicado por: Miken
07/04/2022 12:22:05
Exibições: 97
Foto: Otan
Foto: Otan

Aliados da OTAN concordam em fortalecer e sustentar ainda mais o apoio à Ucrânia

 

Os ministros das Relações Exteriores da OTAN reunidos em Bruxelas esta semana (6-7 de abril de 2022) concordaram em manter e fortalecer ainda mais o apoio à Ucrânia e intensificar a cooperação com os parceiros, dadas as implicações globais da guerra não provocada do presidente Putin contra a Ucrânia.

 

“Os aliados condenaram totalmente os horríveis assassinatos de civis que vimos em Bucha e outros lugares recentemente libertados do controle russo”, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, após a reunião. O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, agradeceu aos aliados da OTAN por seu apoio substancial. “Os aliados têm feito muito e estão determinados a fazer mais agora e a médio e longo prazo para ajudar os bravos ucranianos a defenderem suas casas e seu país e repelir as forças invasoras”, disse Stoltenberg. 

 

Os ministros também concordaram em intensificar o apoio prático a outros parceiros sob ameaça de agressão russa, incluindo a Geórgia e a Bósnia e Herzegovina, para ajudar a fortalecer sua resiliência. Aos Ministros dos Negócios Estrangeiros aliados juntaram-se os seus homólogos da Ucrânia, Geórgia, Finlândia, Suécia e União Europeia, e os parceiros da OTAN na Ásia-Pacífico, Austrália, Japão, Nova Zelândia e República da Coreia. A Otan aumentará sua cooperação com parceiros da Ásia-Pacífico em áreas como cibernética, novas tecnologias, desinformação, segurança marítima, mudança climática e resiliência, “porque os desafios globais exigem soluções globais”, acrescentou Stoltenberg.

 

Os Ministros concordaram que o próximo Conceito Estratégico da OTAN, que será finalizado na Cimeira de Madrid em Junho, deve ter em conta as futuras relações da OTAN com a Rússia e a crescente influência da China na segurança dos Aliados. Os ministros também aprovaram a Carta para um novo Acelerador de Inovação em Defesa para o Atlântico Norte (DIANA), incluindo uma rede de centros de inovação, locais de aceleração e centros de testes em toda a Europa e América do Norte.

Fonte: OTAN

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários