Em 10 dias, a Rússia ficará sem condições de manter uma guerra ativa

Publicado por: Miken
14/03/2022 19:49:02
Exibições: 140
DEFENSORES UCRANIANOS PERTO DO EQUIPAMENTO DESTRUÍDO DOS INVASORES RUSSOS PERTO DE KHARKIV. FOTO: MAX LEVIN
DEFENSORES UCRANIANOS PERTO DO EQUIPAMENTO DESTRUÍDO DOS INVASORES RUSSOS PERTO DE KHARKIV. FOTO: MAX LEVIN

De acordo com o ex-comandante do Exército dos EUA na Europa, general aposentado Ben Godges, em 10 dias a Rússia ficará sem oportunidades de conduzir hostilidades ativas na Ucrânia.

 

Discurso direto de Goges : "A Rússia entrou em guerra de desgaste, como bombardear cidades, matar civis nas estradas.

 

Faltam-lhes três coisas principais: falta tempo, falta pessoal e, penso, faltam munições. 

 

Em cerca de 10 dias, esta é a minha avaliação, e contanto que nós, o Ocidente, não apenas continuemos, mas também aumentemos nossos suprimentos para as forças ucranianas para que possam destruir a artilharia russa, o exército e repelir ataques de mísseis. Se fizermos isso, em 10 dias os russos cruzarão o ponto sem retorno, quando não poderão mais conduzir hostilidades ativas nesta guerra. 

 

Na verdade, em parte, todos aqui estão agindo à frente, ou seja, os ucranianos precisam conseguir sobreviver até o fim das oportunidades da Rússia”. 

 

Detalhes: O general insinua que durante a guerra há um ponto culminante, para o qual as forças armadas devem atingir todas as metas e objetivos estratégicos.

Depois disso, quaisquer ações, manobras e custos serão em vão, pois não trarão mais benefícios do que o esperado para os recursos e fundos investidos.

 

Se o exército russo não conseguir atingir seus objetivos planejados nos próximos 10 dias, então, de acordo com Godges, qualquer ação adicional será extremamente inútil e significará a derrota real da Rússia.

 

Pré-história: 

  • O comando militar russo ameaçou realizar novos ataques aéreos e com mísseis em instalações industriais na Ucrânia, principalmente no complexo industrial militar, e nos locais de "mercenários estrangeiros".

 

  • A inteligência ucraniana alertou que as tropas russas recorrerão a saques e violência contra civis porque os ocupantes têm sérios problemas com comunicações e linhas de abastecimento.

 

  • De acordo com a Diretoria de Inteligência do Ministério da Defesa , apenas o presidente russo, Vladimir Putin, e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, são a favor da continuação da guerra.

 

  • De acordo com a inteligência ucraniana, a Rússia planeja  reabastecer suas unidades na Ucrânia com mercenários da Síria, Líbia e dos territórios ocupados pelos russos da Geórgia e da Moldávia.

 

  • Em 10 de março, o Washington Post informou que as autoridades americanas não tinham uma ideia clara de quando a guerra na Ucrânia poderia terminar.

 

Fonte : Ben Goges na MSNBC

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários