Moro vai ao Senado, nesta terça (23), defender Auxílio Brasil sem rombo fiscal | TVFORENSE.com Mobile Television Network

PEC dos Precatórios “é o último prego no caixão da responsabilidade fiscal   Nesta terça-feira (23/11), Sergio Moro estará no Senado Federal para apoiar o posicionamento do Podemos a favor dos programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil,...

eliana, calmon, judiciário, lava-jato, moro

Moro vai ao Senado, nesta terça (23), defender Auxílio Brasil sem rombo fiscal

Publicado por: admin
23/11/2021 10:02:09
Cortesia Podemos
Cortesia Podemos

PEC dos Precatórios “é o último prego no caixão da responsabilidade fiscal"

 

Nesta terça-feira (23/11), Sergio Moro estará no Senado Federal para apoiar o posicionamento do Podemos a favor dos programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil, mas sem comprometer a responsabilidade fiscal.

 

Ao lado de parlamentares do partido, Moro vai defender a aprovação da PEC 41/2021, do senador Oriovisto Guimarães, que define – por meio do cortes de despesas – recursos orçamentários para o financiamento do Auxílio Brasil (ex-Bolsa Família) sem furar o teto de gastos e sem dar calote nos servidores que têm créditos judiciais a receber.

 

Em conversas com economistas e investidores, Sergio Moro vem se manifestando de forma contrária ao texto da PEC dos Precatórios(PEC 23/2021), aprovada pela Câmara dos Deputados e que deve ser votada no Senado Federal nos próximos dias. Para ele a proposta, também chamada de PEC da recessão, vai fazer com que o País perca ainda mais credibilidade fiscal e investimentos, gerando um cenário de prejuízos aos cidadãos, com inflação e juros mais altos e aumento do desemprego.

 

“Se o objetivo da PEC fosse apenas viabilizar o pagamento de programas de transferência de renda, seria possível fazê-lo com melhor alocação de recursos orçamentários ou corte de despesas e, de nenhuma forma, se justificaria agregar novos gastos com a ampliação do fundo eleitoral para R$ 5 bilhões e a garantia de mais R$ 16 bilhões para as obscuras emendas parlamentares do relator”, disse Moro, em artigo publicado pela Revista Crusoé na última semana.

 

O economista Affonso Celso Pastore, que integra a equipe de Moro, também é categórico ao afirmar que a PEC dos Precatórios “é o último prego no caixão da responsabilidade fiscal”.

 

Os nove senadores do Podemos fecharam questão contra a PEC dos Precatórios e a favor da proposta do senador Oriovisto.

 

O ex juiz federal vem pontuando a cada pesquisa e pode ser considerado o primeiro da chamada terceira via. Gradativamente o ex magistrado da lava-jato vem se afastando de seus concorrentes. Segundo o Paraná Pesquisas: Lula 35,1%, Bolsonaro 29,8%, Moro 11% e Ciro 6,1%. Se imaginar que ainda nem foi lançado como presidenciável, sem campanha, sem mentiras, sem redes sociais infestadas de nobody pode se concluir que vai cair no gosto dos nonestos.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Comentários