Professor da UFSCar lança livro sobre a linguagem fascista | TVFORENSE.com Televisão via Internet

Obra trata das principais características da linguagem empregada por líderes políticos da Europa e do Brasil A linguagem fascista é o título do livro escrito pelos professores Carlos Piovezani, do Departamento de Letras (DL) da Universidade Federal de ...

noticias, reportagens, jornalismo, video, documentario, reportagens, artigos

Professor da UFSCar lança livro sobre a linguagem fascista

Publicado por: admin
12/01/2021 19:34:16
Divulgação
Divulgação

Obra trata das principais características da linguagem empregada por líderes políticos da Europa e do Brasil


"A linguagem fascista" é o título do livro escrito pelos professores Carlos Piovezani, do Departamento de Letras (DL) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), e Emilio Gentile, da Universidade La Sapienza de Roma, e que está sendo lançado pela Editora Hedra. 


A obra trata das principais características da linguagem empregada por Adolf Hitler, Benito Mussolini e Jair Bolsonaro. Além disso, examina os mais fundamentais recursos retóricos e os mais típicos desempenhos oratórios desses líderes políticos. "Noutros termos, 'A linguagem fascista' trata das coisas ditas e das maneiras de dizer que se encontram nos discursos do Führer, do Duce e do Mito, com vistas a compreender toda a crença, todo o encanto e toda a mobilização que eles conseguiram provocar com suas falas, apesar das atrocidades do que diziam e das violências que suscitaram", explica Piovezani.


O livro é composto por uma Introdução, intitulada "A linguagem fascista", e por dois capítulos: "Mussolini fala às massas: do socialismo revolucionário ao regime fascista" e "Bolsonaro fala às massas: do baixo clero político à presidência da República". 


"A escolha de Mussolini e de Bolsonaro se deve ao fato de que o primeiro é o precursor e o maior representante do fascismo mundial, ao passo que o segundo é o líder populista contemporâneo que mais se aproxima do fascismo em todo o mundo. Mussolini, portanto, é uma exigência incontornável. Já Bolsonaro é um 'fascista wannabe' [em tradução livre: quero ser fascista], na avaliação do historiador Federico Finchelstein, grande especialista na história do fascismo. Assim, a linguagem fascista está mais do que muito bem representada nos discursos de Mussolini e de Bolsonaro. Mas, além disso, o livro trata também da linguagem empregada por Hitler e pelos nazistas", detalha o autor sobre a escolha das lideranças políticas analisadas.


O livro é destinado não só a professores, pesquisadores e estudantes de diversas áreas das Ciências Humanas, tais como História, Letras, Ciências Sociais, Linguística, Psicologia e Filosofia, mas também ao grande público, ou seja, a todas as pessoas interessadas em conhecer melhor o fascismo de ontem e o neofascismo dos dias atuais, além do populismo, a demagogia e suas linguagens. Para tanto, houve a preocupação dos autores em produzir a obra em linguagem bastante clara e acessível. O livro pode ser adquirido em lojas virtuais.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

A Carne é Fraca