Fabricante de móvel assassino condenada em U$ 46 Milhões | TVFORENSE.com Televisão via Internet

O grupo sueco IKEA chegou a acordo para o pagamento de 46 milhões de dólares (cerca de 41 milhões de euros) aos pais de uma criança norte-americana que morreu em maio de 2017, após um móvel com gavetas da marca de mobiliário ter caído sobre o seu corpo...

noticias, artigos, notas, releases, pautas, tv, acontecimentos, fatos, reportagens

Fabricante de móvel assassino condenada em U$ 46 Milhões

Publicado por: admin
09/01/2020 13:56:28
webel / Flickr
webel / Flickr

O grupo sueco IKEA chegou a acordo para o pagamento de 46 milhões de dólares (cerca de 41 milhões de euros) aos pais de uma criança norte-americana que morreu em maio de 2017, após um móvel com gavetas da marca de mobiliário ter caído sobre o seu corpo.

 

Segundo noticiou o Públicocitando o New York Times, Jozef, de dois anos, morreu sufocado. O modelo de cómodas Malm – um dos artigos mais populares da fabricante sueca -, já esteve envolvido na morte de pelo menos seis outras crianças.

 

A informação do acordo entre o advogado de Joleen e Craig Dudek, pais do menino, e a empresa foi avançada por um porta-voz da IKEA. A empresa foi processada em 2017 num tribunal da Pensilvânia, nos Estados Unidos (EUA), onde fica a sede norte-americana.

 

O advogado do casal argumentou que o grupo sabia que o design da sua linha de móveis era instável e que a cómoda tinha tendência para cair, tendo a família acusado-o também de não avisar os seus clientes sobre essa possibilidade.

Em maio de 2017, quando o pai foi verificar se estava tudo bem com Jozef no quarto onde este dormia, encontrou-o preso debaixo do móvel que tinha caído sobre ele. O menino morreu horas mais tarde por asfixia causada pela compressão mecânica do pescoço.

 

“Apesar de nenhum acordo alterar os eventos trágicos que nos trouxeram aqui, pelo bem da família e de todos envolvidos, estamos gratos que este caso tenha tido uma resolução. Continuamos comprometidos a trabalhar para resolver questões de segurança que são muito importantes para nós”, disse o porta-voz da IKEAcitado pela BBC.

 

Em 2016, a IKEA pagou 50 milhões de dólares (44 milhões de euros) a outras três famílias cujos filhos morreram depois do móvel com cerca de 32 quilos cair em cima das crianças.

 

Em 2015, a empresa lançou uma campanha nos EUA e no Canadá para convencer os donos das cómodas Malm a fixarem-nas às paredes. No ano seguinte, anunciou que iria recolher as cómodas Malm nos dois países depois de seis crianças terem morrido por causa da queda de móveis daquele modelo. De acordo com o New York Times, outras 91 crianças terão ficado feridas pelo mesmo motivo.

 

Fonte: Planeta ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

A Carne é Fraca