Sobrevivência ou extermínio? | TVFORENSE.com Para Dispositivos Móveis

Cerca de 250 baleias e golfinhos foram mortos esta quarta-feira por pescadores na cidade de Torshavn, capital das llhas Faroé.   Os animais foram brutalmente assassinados para a sua carne ser comercializada – algo que acontece frequentemente nesta regi...

noticias, artigos, notas, releases, pautas, tv, acontecimentos, fatos, reportagens

Sobrevivência ou extermínio?

Publicado por: admin
31/05/2019 13:07:03
(dr) Blue Planet Society / Twitter
(dr) Blue Planet Society / Twitter

Cerca de 250 baleias e golfinhos foram mortos esta quarta-feira por pescadores na cidade de Torshavn, capital das llhas Faroé.

 

Os animais foram brutalmente assassinados para a sua carne ser comercializada – algo que acontece frequentemente nesta região por esta altura do ano, quando estas espécies migram para norte. Após a matança, as águas das Ilhas Faroé espelharam o impacto deste autêntico banho de sangue.

 

A matança ocorreu esta quarta-feira na ilha Streymoy, a maior do arquipélago, noticia o Daily Mail. As cerca de 200 baleias-piloto foram “empurradas” por pescadores em barcos para a costa. Foram depois mortas com recurso a uma técnica especial — um arpão é espetado no pescoço dos animais para partir a sua espinha dorsal. No grupo de animais estariam ainda cerca de 40 golfinhos.

 

Os cadáveres das baleias e golfinhos foram depois arrastados para terra com recurso a ganchos espetados na carne. Voluntários das ilhas ajudaram no processo e uma multidão de espetadores juntou-se na praia para assistir às manobras.

Todos os verões, cerca de 800 baleias e golfinhos são mortos em público pela sua carne nas Ilhas Faroé. A caça destes animais consta na legislação do território, que fica entre a Islândia e Noruega e pertence à Dinamarca. A legislação abarca os métodos e o equipamento utilizado para a matança dos animais.

 

O Governo local defende que a caça de baleias-piloto é sustentável e ajuda a garantir que as 18 ilhas do arquipélago sejam o mais auto-suficentes possível. Cada baleia rende vários quilos de carne e pele – que os locais consomem. O Governo diz que evita assim a importação de comida, o que teria custos monetários elevados para a população e também para o ambiente.

 

Blue Planet Society@Seasaver

Reports coming in of estimated 150 pilot whales and possibly 40 white-sided dolphins killed in Faroe Islands hunt. Updates to follow.

Ver imagem no Twitter
Blue Planet Society@Seasaver
 

150-200 pilot whales and 20-40 white-sided dolphins brutally and cruelly slaughtered in the Faroe Islands today.

Approx 500 cetaceans have now been killed "for food" in these islands since the beginning of 2019.

Sign the petition to here https://www.facebook.com/BluePlanetSoc/posts/2243267812376511  pic.twitter.com/EUUQxR3qgN


Ver imagem no Twitter
46 pessoas estão falando sobre isso
 
 

Através das redes sociais, a organização Blue Planet Society denunciou a chacina. A organização fala num ataque “brutal e cruel”. “Cerca de 500 cetáceos já foram mortos para serem comidos nestas ilhas desde o inicio de 2019”, alerta a Blue Planet Society.

 

As baleias-piloto vivem cerca de 45 anos e podem pesar 800 quilos. A população de baleias-piloto no norte do Oceano Atlântico ascende a cerca de 778 mil animais. Só ao largo das Ilhas Faroé, habitam cerca de cem mil baleias desta espécie.

 

Fonte: ZAP //

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

A Carne é Fraca

Vídeos relacionados