SENAD quer acelerar venda de bens apreendidos do tráfico | TVFORENSE.com Para Dispositivos Móveis

Direto da Assessoria   A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça e Segurança Pública definiu como prioridade agilizar a venda dos bens apreendidos de traficantes de drogas. Os números indicam que há cerca de 80 mi...

mj, segurança, corrupção, justiça, polícia, pf, mpf, senad, drogas

SENAD quer acelerar venda de bens apreendidos do tráfico

Publicado por: admin
30/01/2019 12:14:12
Agencia Brasil
Agencia Brasil

Direto da Assessoria

 

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça e Segurança Pública definiu como prioridade agilizar a venda dos bens apreendidos de traficantes de drogas. Os números indicam que há cerca de 80 mil bens de traficantes  apreendidos, que vão desde celulares a automóveis, imóveis e aeronaves. Destes 80 mil, 30 mil bens têm sentença com trânsito em julgado e podem ser leiloados imediatamente.

 

Nos últimos anos, em média foram alienados mil bens por ano, com uma arrecadação média anual próxima de R$ 6 milhões. “Nesse ritmo, levaríamos 80 anos para a venda apenas dos bens que atualmente estão apreendidos nos depósitos”, comentou o secretário nacional de Política Sobre Drogas, Luiz Beggiora. Em sua opinião, é preciso adotar medidas para que a alienação desses bens ocorra de forma mais ágil a fim de que os recursos arrecadados sejam revertidos em prol da sociedade. Parte dos recursos é direcionada ao reaparelhamento das polícias judiciárias e o restante, para a Senad, no desenvolvimento de políticas sobre drogas.

 

De acordo com o secretário, a Senad vai atuar junto ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, visando à sensibilização quanto à necessidade de alienação antecipada desses bens, com o objetivo de evitar a perda do seu valor econômico, em atenção à Recomendação nº 30 de 2010 do Conselho Nacional de Justiça, que recomenda a alienação  dos mesmos, antes mesmo do trânsito em julgado. “Queremos fazer uma melhor gestão desse procedimento junto aos juízes, para que haja alienação desses bens tão logo o processo criminal seja iniciado, para conseguirmos um valor maior e que dê retorno melhor para a sociedade”, pontuou.

 

A Senad também vai desenvolver um sistema eletrônico para a catalogação dos bens, com especificação do tipo, valor etc, a fim de aprimorar o controle sobre os mesmos. A Secretaria deverá criar um portal eletrônico de alienação para que um interessado residente no Pará, por exemplo, possa adquirir um bem vendido no Rio Grande do Sul.

 

A Senad também deverá propor alterações na legislação, entre elas o Código de Processo Penal, visando tornar mais eficiente a gestão dos ativos apreendidos. Está em estudo a criação de uma agência para realizar a gestão dos ativos (bens, direitos e valores) oriundos de apreensão e objeto de perdimento em favor da União, relacionados especialmente ao tráfico de drogas e ao crime organizado, nos moldes existentes em países como França, Itália, Canadá, EUA e México.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

A Carne é Fraca

Vídeos relacionados